Facebook, WhatsApp e Instagram voltam a funcionar depois de passar por instabilidade

Nesta quarta-feira(03), as redes sociais passaram por um processo de instabilidade em algumas regiões do Brasil e do exterior também tiveram dificuldades ao acessar suas contas. O Instagram e o Facebook normalizaram por volta de 7:30 ( horário de Brasília).

A instabilidade nas redes sociais foram mapeadas por um site especialista em detectar a “previsão do tempo do mundo virtual”, este registrou várias pessoas no sudeste do Brasil, sul do Uruguai, norte da Europa e em parte dos EUA foram afetadas.

O Facebook identificou a raiz do possível problema, a instabilidade ocorreu devido  uma “operação de manutenção de rotina”. A empresa se desculpou, diz: “Pedimos desculpas por qualquer inconveniente”, disse a empresa, em comunicado. Todos os serviços da empresa ainda estavam sem funcionamento normal neste horário e assim ficaram até o começo da noite.

Os usuários se manifestaram em suas redes sociais por volta das 11h usando as seguintes hashtags #whatsappdown ficando em 1° lugar dos Trending Topics mundiais do Twitter. No Brasil, palavras como “o WhatsApp”, “Instagram e Facebook” e “Zuckerberg” ficaram nas dez primeiras posições dos itens mais comentados do momento.

No WhatsApp, cerca de 54% das pessoas não conseguiam enviar nem receber mensagens, áudios, imagens e vídeos no app. Outras 24% citam falha no envio de mensagens e mais de 20% relatam problema geral. Entretanto, no Facebook, mais de 51% dos internautas comentam que o problema é geral, semelhante no Instagram (53%). Problemas detectados pelo Downdetector.

Ainda na noite desta quarta-feira(3), o Facebook esclareceu que os problemas de envio de mídias em suas redes, Instagram e WhatsApp, além do próprio Facebook teriam normalizado.

“Hoje, mais cedo, algumas pessoas e negócios tiveram problemas para carregar ou enviar imagens, vídeos e outros arquivos em nossos aplicativos. A situação foi resolvida e normalizada para todos. Pedimos desculpas por qualquer inconveniente”, afirmou a empresa, em nota.

Fontes UOL G1

Deixe um comentário